Resumo: O estresse organizacional gera efeitos negativos dentro do ambiente de trabalho causando danos e prejuízos para os próprios funcionários como também para a organização. Partindo desse conceito o presente estudo teve como objetivo analisar os principais fatores vivenciados no trabalho que desencadeiam o estresse em funcionários do setor administrativo de uma Instituição de Ensino Superior localizada no interior do Estado de Rondônia. Utilizando um estudo descritivo com abordagem quantitativa, a pesquisa foi realizada com 15 funcionários do setor administrativo da Instituição. Como instrumento para a coleta de dados foi utilizada a Escala de Estresse no Trabalho (EET) juntamente com uma ficha elaborada para coleta dos dados sócios demográficos. O instrumento é composto por 23 afirmativas negativas as quais tem por objetivo analisar a frequência com que cada situação incomoda o trabalhador que possa vir a desencadear o estresse. Os resultados revelaram que 7% da população pesquisada apresentaram estresse, 40% dos colaboradores apresentaram risco de estresse e 53% apresentaram-se sem sintomas de estresse. De acordo com os resultados obtidos os colaboradores do setor administrativo apresentaram baixo índice de estresse, no entanto, boa parte entre eles estão correndo risco de desenvolvê-lo. Assim, conclui-se que se faz necessário na organização uma atenção preventiva para que esses colaboradores não necessitem vivenciar esse problema evitando assim prejuízos para os funcionários como também para própria organização.

Palavras-chave: Estresse, Estresse ocupacional, Organização.

Resumo: Este artigo é o resultado do projeto de pesquisa sobre as motivações que levaram um profissional Psicólogo querer permanecer no meio acadêmico, tornando-se professor de disciplinas afins a Psicologia. Trata-se de uma pesquisa qualitativa/descritiva, que explana sobre os processos de escolha da profissão de Professor-Psicólogo, bem como a motivação para continuar lecionando. Afere o nível de satisfação dos sujeitos no exercício da mesma e discute sobre a possibilidade de conciliação com outras áreas de atuação da Psicologia. Os dados coletados são analisados de acordo o método qualitativo, por considerar as particularidades da subjetividade.

Palavras-chave: Motivação, Profissão, Professor, Psicologia.

Resumo: O estresse têm se revelado atualmente, um dos principais motivos de afastamento do trabalho, causando consequências físicas e psicológicas no indivíduo quando exposto por um longo prazo a situações estressantes. Visando compreendê-lo dentro do local de trabalho, o presente estudo tem como objetivo, investigar a vulnerabilidade ao estresse entre os funcionários de uma Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) do município de Rolim de Moura-RO, através da Escala de vulnerabilidade ao estresse no Trabalho (EVENT), bem como definir o estresse e conceituar o estresse organizacional e apresentar os dados obtidos na aplicação da EVENT. Participaram desta pesquisa onze funcionários, sendo que os critérios de inclusão foram: ser funcionário da UBSF, ter entre 17 e 54 anos de idade e assinar o Termo de Consentimento Pós Informado. Os resultados obtidos através da pesquisa de campo mostram-se coerentes com a revisão literária, apontando os profissionais da área da saúde como uma classe vulnerável a desenvolver o estresse, e que o fator que mais proporciona a vulnerabilidade foi relativo à infraestrutura e rotina. Fator que em que os participantes obtiveram maior pontuação.

Palavras-chave: Estresse, Estresse Ocupacional, EVENT.

Resumo: De acordo com vários autores, o estresse, especialmente o estresse laboral atinge duramente a vida da mulher. Esta pesquisa apresenta como tema central o estudo do estresse na mulher em seu ambiente de trabalho e tem como objetivo verificar como a dupla jornada influencia na vida delas, assim como observar as consequências do estresse para elas. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa quanti-qualitativa, de natureza exploratória, com pesquisa de campo. A coleta de dados foi realizada por meio da aplicação de um questionário composto por 14 questões em escala e uma entrevista semi estruturada contendo cinco questões, de natureza qualitativa acerca da influência do estresse em seus ambientes de trabalho e vida pessoal. Foram escolhidas aleatoriamente 20 mulheres, todas com dupla jornada, entre duas empresas distintas para responder aos questionários. A análise de dados foi realizada através da análise de conteúdo qualitativa das cinco questões da entrevista e uma tabulação de dados quantitativos, com gráficos, do questionário em escala, nos quais os resultados apontam para uma visão surpreendentemente positiva do trabalho, embora sejam observados todos os sintomas físicos e psicológicos do estresse nesta amostra. A dupla jornada afeta diretamente a vida familiar e social destas mulheres e os dados mostram que elas sentem-se cansadas, preocupadas e sobrecarregadas, mas possuem uma visão conformadora dessa realidade. Com estes dados, se percebeu a importância de um olhar diferenciado para a situação destas mulheres, prevenindo assim doenças causadas pelo estresse da própria angústia causadas por esta realidade.

Palavras-chave: Mulher, Estresse feminino laboral, Dupla jornada, Estresse.

Resumo: O presente trabalho tem por objetivo descrever a importância do processo de seleção por competências para talentos dentro das empresas, mostrando a nova forma de gerir recursos humanos nos dias de hoje. Também foi um dos objetivos deste trabalho definir o conceito de seleção por competência e talento, enfatizar a importância das pessoas no ambiente empresarial. Este artigo procurou demonstrar que a atração e retenção de talentos em uma organização, dependem de diversos fatores, e entre eles, um dos que têm mais se destacado é a estrutura que a empresa pode oferecer ao colaborador.  Além disso, demonstra vantagens para a escolha de fazer a seleção por competências, que é uma tendência global. Essa disposição se mostra na importância do capital humano e a manutenção das pessoas no quadro de colaboradores. Os investimentos são diversos e têm trazido resultados satisfatórios às empresas que optam por esse tipo de política de gestão de pessoas.

Palavras-chave: Seleção, Competências, Talentos, Psicologia Organizacional.

Resumo: O objetivo deste trabalho foi investigar o comportamento dos colaboradores que exercem a função de caixas nas lotéricas da Caixa Econômica Federal, localizadas em Pelotas com questões de ansiedade, pânico e qualidade de vida no trabalho. A qualidade de vida no trabalho proporciona uma maior participação por parte dos funcionários, criando um ambiente saudável e que cause bem-estar aos colaboradores. O TP caracteriza-se por episódios repentinos e recorrentes de forte ansiedade e medo, acompanhados de uma série de sintomas físicos e cognitivos intensos e muito desagradáveis. Alguns episódios podem ocorrer espontaneamente, sem um gatilho motivacional aparente, enquanto outros aparentam estar predispostos por determinadas motivações situacionais, como, por exemplo, alguma ocasião de entrada de indivíduos ameaçadores no ambiente de trabalho. A ansiedade é muito presente nos sujeitos que apresentam o Transtorno do Pânico. Para Gabbard (2006) a ansiedade pode estar ligada a um medo consciente e aceitável que mascara uma preocupação mais profunda e menos aceitável. Como método utilizou-se junto aos funcionários das Casas Lotéricas a metodologia da pesquisa, sendo o questionário, onde, dos 21funcionários, 10 responderam o mesmo. A pesquisa foi realizada através da aplicação de um questionário composto por 8 perguntas, as quais foram respondidas com êxito por parte dos funcionários que participaram desta pesquisa. Esta experiência proporcionou uma maior compreensão do tema e posteriores elaborações de ações para a melhora da qualidade de vida dos trabalhadores e também condições de segurança para os mesmos.

Palavras-chave: Pânico, Ansiedade, Qualidade de vida.

Resumo: O desempenho de colaboradores de uma organização para que a empresa tenha um resultado satisfatório, está relacionado diretamente ao ambiente em que este colaborador está inserido, que se caracteriza através das influências sofridas a todo o momento. Portando, utilizar meios para desenvolver as potencialidades dos colaboradores internos é tarefa indispensável do líder dentro de uma organização, principalmente com o aumento da competitividade no mercado atual.

Palavras-Chave: Motivação, Liderança, Psicologia Organizacional

Resumo: A globalização surge como um combustível para o capitalismo ao passo que facilita a comunicação por meio da informática e que facilita a produção por meio da robótica e informática. O trabalho que anteriormente tinha a função apenas de realizar necessidades começa a ser mais um produto no mercado, onde o trabalhador vende sua força de trabalho e produtividade. A psicologia do trabalho tem muito a contribuir com a melhoria da situação de trabalho em que as pessoas se encontram. Por isso este trabalho tem por objetivo descrever o que é globalização, capitalismo e psicologia do trabalho e organizacional.

Palavras-chave: Globalização, capitalismo, trabalho, psicologia do trabalho.