Resumo: Atualmente muito se tem discutido a respeito de assuntos ligados a indisciplina infantil e o TDAH, muitas vezes havendo uma confusão e até mesmo tratado como se fosse a mesma coisa. É frequente crianças serem constantemente rotulados por professores, colegas, e até mesmo pelos pais de rebeldes, mal-educados, indisciplinados, burras, preguiçosas... Por apresentarem uma atenção dispersa, impulsividade, desorganização, impaciência, dificuldade de aprendizagem e de relacionamento. Comportamentos como esses, dependendo da intensidade e frequência, são característicos do transtorno do déficit de atenção/hiperatividade (TDAH), popularmente conhecido como hiperatividade, classificada pela associação de Psiquiatria Americana (APA). Um diagnóstico incorreto pode acentuar ainda mais os prejuízos causados. Diante do exposto, acredita-se ter relevante importância a identificação do TDAH através de suas sintomatologias, por estudantes e pesquisadores como objeto de estudo, a fim de sanar maiores complicações no decorrer do desenvolvimento infantil.

Palavras-chave: Indisciplina, TDAH, Desenvolvimento infantil.

Resumo: O transtorno dismórfico corporal se caracteriza por uma preocupação excessiva com um defeito imaginário na aparência física, que pode ser denominado de “feiúra imaginária”. Esse estudo visa investigar algumas questões oriundas do TDC em homens adultos, com base em estudos empíricos. A partir desse conhecimento, elaborar uma construção sistemática desse transtorno, conhecer os critérios para o diagnóstico do TDC, bem como a dismorfia muscular que é um subtipo dessa patologia e entender os aspectos etiológicos e suas perspectivas de tratamento. Nesse sentido, é valido considerar que a psicologia apresenta propostas de intervenção com intuito de amenizar as conseqüências e riscos para o sujeito portador de TDC, propor discussões sobre a imagem corporal distorcida e resgatar a auto-estima do paciente.

Palavras-chave: transtorno dismórfico corporal, dismorfia muscular, feiúra imaginária

Resumo: O propósito deste ensaio monográfico é apresentar a síndrome de Burnout, seus sintomas, causas, consequências e tratamentos, estabelecendo sua relação com o sofrimento físico e psíquico da pessoa que sofre com essa síndrome, que hoje constitui em um dos grandes problemas psicossociais de nossa sociedade, refere-se a um tipo de desgaste físico e emocional que muitos indivíduos são submetidos diariamente em seus ambientes de trabalho, fazendo com que seu rendimento caia a ponto de não conseguir responder a demanda de seu trabalho. Por se tratar de um transtorno tão severo, nosso objetivo é que cada vez mais as pessoas possam entender melhor sobre o assunto e com isso identificar possíveis desconfortos ou sintomas relacionados à síndrome, possibilitando criar estratégias afim de prevenir ou evitar que tal sofrimento se torne presente em sua vida, buscando levar uma vida profissional mais saudável. Contudo, foi realizado um levantamento bibliográfico sobre o tema, utilizando publicações de vários autores como base para tal produção, de modo que possa esclarecer melhor a respeito desse tema tão importante, porém pouco disseminado na sociedade.

Palavras-chaves: Exaustão emocional, sofrimento físico, ambiente organizacional.

Resumo: Esse artigo objetiva compreender como a bulimia ocorre, visando focar o processo da prática excessiva de exercícios físicos nessa temática. O artigo apresenta pesquisas bibliográficas de caráter descritivo, exploratório com abordagem qualitativa e tem como finalidade levar o conhecimento dessa problemática que se configura de suma relevância para os dias atuais. Diferentes estudos discutem a relação da prática excessiva de exercícios físicos em adolescentes com bulimia nervosa, não há consenso sobre diagnósticos para considerar o exercício físico como inadequado ou adequado e seu uso recursivo para perda de peso. Por outro lado, a prática de exercícios físicos pode ser benéfica desde que seja orientada e supervisionada. Acredita-se que mais pesquisas são necessárias para quantificar de forma direta o nível de atividade física para uma clarificação melhor de como se da essa relação.

Palavras-Chave: Bulimia, Adolescentes, Exercícios Físicos, Excessiva

Resumo: O transtorno de estresse pós-traumático (TEPT) se classifica como um transtorno de ansiedade que ocorre após a exposição a eventos traumáticos na vida do sujeito. O presente artigo objetiva elucidar os aspectos principais do TEPT a fim de fornecer elementos para a atualização desse conhecimento. Em seguida, é discutida sua descrição clínica a partir dos critérios do DSM-IV, possíveis causas, sintomatologias e modelos de tratamento psicoterápicos e farmacológicos que podem auxiliar na remissão dos sintomas. Todavia, face à situações traumáticas, o que irá desencadear o transtorno é a vulnerabilidade biológica, psicológica e social em que o indivíduo está inserido. A proposta dessa produção cientifica é articular teoria e prática com o intuito de melhorar o entendimento, aplicabilidade e funcionalidade do manejo clínico e, por conseguinte, fornecer subsídios para a construção do saber psicológico.

Palavras-Chave: transtorno de estresse pós-traumático, descrição clínica, sintomatologia, modelos de tratamento

Resumo: A esquizofrenia causa muito sofrimento ao paciente e as pessoas ao seu redor, onde acabam todos se tornando vitimas da doença e causa de preconceito. A reinserção social, inclusão da família e da comunidade no tratamento são recursos utilizados para a promoção da saúde mental, para que os portadores de transtornos mentais tenham uma melhor qualidade de vida, uma vez que este transtorno psicótico possa ocasionar dificuldades à sua vida social. Ao abordarmos os aspectos que levam a vida social de pacientes com diagnóstico de esquizofrenia, enfatizamos a participação e o comportamento em atividades comunitárias e de lazer e a interação interpessoal com familiares e amigos.  

Palavras - chaves: inclusão social, esquizofrenia, relações sociais. 

Introdução

Clube da Luta é um filme surpreendente e inovador. Em seu roteiro há elementos de sobra para análises da sociedade, no âmbito político, econômico, e psicológico.

O filme trata também de temáticas como uma destruição de falsas necessidades e da libertação do homem das regras impostas pela sociedade; trata de violência nua e crua, sem o viés heróico retratado na maioria dos filmes; fala sobre a alienação do homem moderno, e de frustrações de pessoas que vivem no sistema atual.

Resumo: este trabalho buscará descrever quais as estratégias de coping que as famílias utilizam como ferramenta de resiliência de forma a elaborar o sofrimento frente à descoberta do Transtorno Autista. Assim, apresentamos um resumo histórico sobre o autismo, desde Eugen Bleuer em 1911, passando por Leo Kanner em 1943, até os dias atuais. Define-se ainda, os fundamentos que estruturam o diagnóstico desde as percepções clínicas, até a utilização da CARS (Childhood Autism Rating Scale de Schopler) como ferramenta diagnóstica de rastreio. Apresentando, por ultimo, a definição das estratégias de coping utilizadas por famílias de autistas. Para isso, utilizamo-nos de uma revisão literária de artigos publicados entre os anos de 2000 e 2011, com exceção do texto original de Leo Kanner datado de 1943, referenciando a temática e publicados em sites científicos. Como resultados, percebemos que as estratégias de coping, possibilitam uma melhor elaboração do sofrimento vivenciado pelas famílias de autistas ao longo dos anos.
Palavras-chave: Autismo, Estratégias de Coping, CARS.