Exemplificações sobre as leis da Gestalt

1 1 1 1 1 Avaliações 0.00 (0 Avaliações)
(Tempo de leitura: 1 - 2 minutos)

Alguns exemplos gráficos sobre as leis da Gestalt:

Lei da Semelhança

A lei da semelhança defende que coisas que possuem algum tipo de semelhança parecem estar agrupadas. O agrupamento pode ocorrer tanto nos estímulos visuais quanto nos auditivos.

Itens que são similares tendem a ser visualizados como formando um grupo. Na imagem acima, a maioria das pessoas vê colunas verticais de círculos e quadros.

Lei da Pregnância

A palavra pregnância provém do termo alemão pragnanz, que tem o significado de “boa forma” ou “boa figura”. A lei da pregnância é referida como lei da boa forma ou a lei da simplicidade. Esta lei defende que objetos no ambiente são vistos de modo que se constituam o mais simples possível.

A realidade é organizada ou reduzida à forma mais simples possível.
Por exemplo, nós vemos a imagem acima preferivelmente como uma série de círculos, ao invés de uma forma muito mais complexa.

Lei da Proximidade

De acordo com a lei da proximidade, as coisas que estão próximas umas das outras parecem formar um grupo só.

Objetos próximos um do outro tendem a ser agrupados.
Os círculos da esquerda parecem estar agrupados em colunas verticais, enquanto os da direita aparentam estar agrupados em fileiras horizontais.

Lei da Continuidade

A lei da continuidade defende que que pontos que estão conectados por linhas retas ou curvas são vistas de modo que sigam o caminho mais suave. Ao invés de ver linhas e ângulos separados, as linhas são vistas como estando agrupados juntos.

Lei da Continuidade

As linhas são vistas seguindo o caminho mais suave
Na imagem acima, o ramo superior é visto como continuando o primeiro segmento da linha. Isto nos permite ver as coisas como um fluxo suave, sem romper a linha de cima em múltiplas partes.

Lei da Clausura

De acordo com a lei da clausura, as coisas são visualizadas juntas se elas parecem completar alguma imagem ou forma conhecida. Nossa mente freqüentemente ignora informações contraditórias e completam um fechamento na informação.

Objetos colocados juntos são vistos como um todo.
Nós tendemos a ignorar lacunas e completar linhas de contorno. Na imagem acima não há triângulos ou círculos, mas nossas mentes completam as informações faltantes para criar formas e imagens familiares.

Curso online de

Psicoterapia

 Psicoterapia

Aprofunde seus conhecimentos e melhore seu currículo

Carga horária:  60 Horas

Recém Revisados

Mitologia e Psicologia Analítica: Um Estudo de Caso
(Tempo de leitura: 14 - 28 minutos)
Teoria Psicossocial do Desenvolvimento em Erik Erikson
(Tempo de leitura: 3 - 6 minutos)
Introdução à Psicologia
(Tempo de leitura: 5 - 10 minutos)
O Que é Psicologia Clínica?
(Tempo de leitura: 5 - 9 minutos)
Relato de Experiência de Intervenção Grupal
(Tempo de leitura: 11 - 21 minutos)