(Tempo de leitura: 15 - 29 minutos)

Resumo: O objetivo deste trabalho foi abrir um debate sobre o papel das relações familiares como um provável sintoma trazido pela contemporaneidade. Este artigo traz uma revisão literária numa perspectiva psicanalítica onde se articulam conceitos tais como sintoma, recalque, complexo de Édipo e acting out com intuito de explicar o processo de recalque e suas implicações da falha da internalização da lei e suas formas de satisfação. Para tanto, a instituição família é contextualizada historicamente até chegar à contemporânea, onde se discute a dificuldade da transmissão da autoridade. Neste contexto, esse trabalho transporta a experiência clínica para as relações do sujeito em sociedade. Onde o sujeito de desejo, levado pelas descargas pulsionais, não consegue em algumas situações simbolizar algo que foi recalcado, como por exemplo, a falha da internalização da lei, do limite. Na tentativa de recuperação da falha da internalização da lei, o sujeito busca através da ação propriamente dita, ou seja, pela via da agressão física regular o sofrimento sentido pela falha da internalização da lei.

Palavras-chave: Família, Sintoma, Contemporaneidade.

(Tempo de leitura: 20 - 39 minutos)

1. Introdução

O presente trabalho discorre acerca de uma manifestação religiosa denominada penitência que teve seus pressupostos históricos derivados de crenças sustentadas por fiéis religiosos na idade medieval – Sobre este aspecto, os cristãos da idade média acreditavam no sofrimento físico como uma forma de autopunição pelos seus pecados, e utilizavam-se da flagelação como forma de firmação a obediência aos mandamentos das sagradas escrituras. Em detrimento dos poucos postulados históricos registrados através da escrita, a sustentação e o conhecimento que se faz presente nos dias atuais sobre o grupo de penitentes, é possível através de história contada oralmente que permeia entre os povos praticantes. Atrelado a este fator, entre os motivos que faz da penitência uma prática de exposição limitada e anônima, é justificável em decorrência de um acordo entre eles quanto manter sigilo sobre as ações que realizam e as experiências que vivenciam.

(Tempo de leitura: 12 - 23 minutos)

Resumo: A “loucura”, termo clássico, pode ser apreendida por diferentes olhares, tempos, espaços e perspectivas. A loucura é o avesso da razão, ela faz frente a toda e qualquer ideia de sistematização que busque representar os fatos experienciais, assim, um trabalho que se proponha ético, um norte seria os efeitos de nossas ações e a não sustentação de ideais. Jurandir Freire Costa em “As éticas da psiquiatria”articula a noção de que no hospital psiquiátrico, a ética utilizada é a da tutela, pautada no modelo da ética instrumental; a ética da interlocução pautada no modelo da ética da moral privada, onde a referência ao que foi instituído é desfeita em prol de uma capacidade criativa permanente; a ética da ação social é pautada no modelo da ética pública, que define sujeito e agente terapêutico, acima de tudo, como iguais. A psicanálise, como um saber que pode contribuir para o campo da saúde mental, traz em seu bojo uma ética que leva em consideração a transferência como mecanismo básico para o desenrolar do processo de trabalho. As situações que se apresentam são singulares porque, sendo ou não previsíveis, lançam todos e cada um ao trabalho de dar um novo sentido, modificar ou simplesmente suportar seus efeitos.

Palavras-chave: Ética, equipe, saúde mental, psicanálise.

(Tempo de leitura: 9 - 17 minutos)

Resumo: este artigo trata dos mecanismos de defesa do ego e como estes podem se tornar bloqueadores do processo ensino-aprendizagem. Em um processo de defesa da personalidade do ego, a psique humana desenvolve uma série de mecanismos internos capazes de manter a integração da personalidade. Existem processos de defesas que são bem sucedidos, outros não. Quando as defesas impedem o bom desenvolvimento do self dizemos que são patogênicas, nas quais se estabelecem as neuroses. Esses processos patogênicos podem ocorrer em crianças de qualquer classe social, porém, em meio a uma pobreza ambiental econômica generalizada as suas manifestações são mais agudas, podendo até mesmo determinar a fixação eterna da criança no seu estrato social.

Palavras-chave: Mecanismos, Psíquicos, Aprendizagem.

(Tempo de leitura: 12 - 23 minutos)

Resumo: Este trabalho tem por objetivo explanar a respeito dos sintomas da Histeria, tomando por referência a Psicanálise e a Literatura, o romantismo e o naturalismo. Um paralelo e também uma comparação dos sintomas apresentados pelas personagens, muitas escritas antes da Psicanálise, com a teoria psicanalítica. A psicanálise teve início a partir da clínica da histeria. Foi a partir da escuta das histéricas que Freud pôde reconhecer a existência de um psiquismo com suas determinações inconscientes, assim como a existência de um corpo erógeno, através do qual a vida pulsional se manifesta.

Palavras-chave: Histeria, Psicanálise, Literatura, Romance, Sintoma.

(Tempo de leitura: 9 - 18 minutos)

Resumo: A quantidade de acidentes graves de trabalho que ocorrem com frequência no Brasil e no mundo, vitimizam inúmeros trabalhadores com a perda da capacidade de exercer suas atividades profissionais pelas mais variadas causas, entre elas a mutilação de membros do corpo; o que pode representar um golpe contra a autoestima do indivíduo, este trabalho propõe através de uma revisão bibliográfica, descrever e avaliar os possíveis efeitos psíquicos causados por um evento estressor, como por exemplo: acidente de trabalho ou trauma ocorrido no ambiente laboral e quais as consequências afetivas e emocionais da aposentadoria por invalidez, estabelecer a possível correlação e vínculo existente entre a aposentadoria por invalidez e o surgimento das patologias psíquicas no âmbito de um contexto laboral sob a perspectiva psicanalítica, fazer uma análise psicodinâmica da condição do individuo aposentado. Apresentar os principais conceitos e dados estatísticos referentes a aposentadoria por invalidez na contemporaneidade, estudar a relação entre as fantasias e os conflitos gerados pela aposentadoria por invalidez, diante de um evento traumático ou acidente de trabalho e descrever  a atuação do Psicólogo, na reabilitação e acompanhamento  psicológico como forma de enfrentamento dos eventuais traumas psíquicos desencadeados em virtude do acidente laboral sofrido.

Palavras-chave: Acidente de Trabalho, Aposentadoria por invalidez, Psicodinâmica do Trabalho, Saúde Mental, Trauma Psíquico Laboral.

(Tempo de leitura: 23 - 46 minutos)

Resumo: O presente trabalho aborda a construção do homoerótico na contemporaneidade à luz da psicanálise. O homoerotismo, no presente contexto, se refere a uma tendência a se estabelecer relações afetivo-sexuais preponderantemente com pessoas do mesmo sexo. Portanto, essa pesquisa teve como objetivo principal analisar a construção do homoerótico na contemporaneidade à luz da psicanálise. O estudo torna-se relevante por apontar como a clínica psicanalítica interroga na atualidade a construção do homoerótico, como também por explicar como a psicanálise pode escutar e acolher o sofrimento psíquico do indivíduo, em decorrência de sua sexualidade. O debate acerca do homoerótico continua nos tempos atuais, todavia, os sujeitos tendem a lidar com uma sexualidade mais aparente nos contextos sociais, colocando, assim, a temática como uma área que precisa ser rediscutida a fim de ampliar visões e quebrar paradigmas. Nesse sentido, espera-se que esse estudo possa promover discussões atuais e dialogar sobre as novas posturas referentes ao homoerotismo, bem como contribuir para que o indivíduo consiga lidar com sua sexualidade de modo mais aberto. Sendo assim, esse trabalho visa auxiliar a ciência psicológica a desconstruir conceitos e construir novas ideias acerca da temática.

Palavras-chave: Homoerótico, Psicanálise, Contemporaneidade.

(Tempo de leitura: 11 - 22 minutos)

Resumo: A intervenção precoce enquanto estratégia de prevenção de doenças psíquicas de crianças pequenas e também de suas mães, tem ganhado dimensão recentemente, a partir de inúmeros estudos internacionais e nacionais, visando prevenir doenças provocadas por problemas na relação da mãe com seu bebê. Desde os estudos realizados na segunda guerra mundial e o relatório de John Bowlby para a OMS, já notamos os efeitos danosos da ausência de cuidados à criança e suas repercussões. Com Lacan em sua formulação do estádio do espelho, notamos a significância que ganha o Outro no processo de estruturação do sujeito. É a mãe que inicialmente irá dar sentido ao choro, grito da criança, processo necessário para a instauração do circuito pulsional, como diz Laznik-Penot. No entanto nessa relação pode haver perturbações de diversas ordens, na mãe, estruturais ou episódicas e que irão interferir no processo de constituição subjetiva do bebê. Para que se instale no bebê a mãe precisará sustentar certas funções, o que para Kupfer consiste em estabelecer a demanda da criança, supor um sujeito, alternar presença-ausência, instalação da função paterna. Acompanhei durante seis encontros um bebê de três meses, e sua mãe, uma jovem de dezenove anos, intervindo também na relação mãe/bebê, intervenção precoce na perspectiva da psicanálise e da saúde mental.

Palavras-chaves: Intervenção precoce, mãe, bebê.

Leia mais com Kindle

Tenha a melhor experiência de leitura com seus livros em um Kindle.

Curso online de

Psicoterapia

 Psicoterapia

Curso 100% online e com certificado de 60 Horas

Boletim por e-mail

Junte-se aos mais de 98.210 leitores que recebem nosso boletim eletrônico:


Parceiros

Portal Psicologia