(Tempo de leitura: 8 - 16 minutos)

Resumo: O presente artigo, tem como objetivo a atuação do psicólogo no CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), unidade pública a pessoas que vivenciam os inúmeros acontecimentos de violação de direitos. Nesta pesquisa de cunho bibliográfico buscou-se investigar como a atuação do psicólogo ocorre nessa unidade, tendo como intervenção o acolhimento, escuta qualificada sem julgamento, dentre outros. Destacando-se um espaço complexo em que o profissional é solicitado a proceder em várias situações. Que propõe um desempenho interdisciplinar, intersetorial, dirigido a indivíduos e famílias. Desse modo esse trabalho vale como uma reflexão sobre os serviços do psicólogo nessa rede e sobre a prática atual desse serviço, muito já foi feito, porém, ainda permanece a necessidade de expansão e qualificação de ações no combate a violência.

Palavras-Chave: Atuação do Psicólogo, Violência, CREAS.

(Tempo de leitura: 7 - 14 minutos)

Resumo: O presente artigo apresenta a origem da Psicologia Comunitária no Brasil e seus principais desafios no processo de concretização de sua perspectiva emancipadora dos sujeitos, bem como o seu surgimento junto aos movimentos sociais comunitários. Para isso, será enfatizado o que deve ser denominado de Psicologia Comunitária em suas atuações, que assim são legitimadas, como práticas e medidas de intervenções inovadoras, revolucionárias, e não só onde se constitui uma relação entre psicologias e os menos favorecidos, denominada classes populares. Serão relatados alguns dados que narram o desenvolvimento histórico da Psicologia Comunitária na Europa, América Latina, e por fim, no Brasil, onde serão apresentados os principais desafios enfrentados por psicólogos atuantes na Comunidade.

Palavras-Chave: Psicologia Comunitária, Desenvolvimento Histórico, Desafios.

(Tempo de leitura: 10 - 19 minutos)

Resumo: O artigo tem como enfoque descrever a implantação do Planejamento Familiar (PF) no Brasil, exemplificando sua metodologia e justificativa, bem como visto da esfera psicológica, mencionar os profissionais envolvidos nesse processo e suas ações que possibilitam a homens e mulheres que desejam submeter-se a cirurgias de laqueadura e vasectomia e outros meios anticonceptivos a decidirem de forma livre e consciente. Vale destacar que o Planejamento Familiar, com conhecimento dos métodos e livre escolha, é uma das atuações da Política de Assistência Integral à Saúde da Mulher recomendada pelo Ministério da Saúde, desde 1984. Em seguida mencionaremos os aspectos do Planejamento Familiar no âmbito judicial, atuações amparadas por lei assim como punições em decorrência do descumprimento. Visto que, de acordo com a Lei nº 9.263, Artigo 3º, da Constituição da República Federativa do Brasil, o Planejamento Familiar é parte integrante do conjunto de ações de atenção à mulher, ao homem ou ao casal, dentro de uma visão de atendimento global e integral à saúde. O tema deste artigo é inspirado na prática vivenciada no Estágio Supervisionado II, tendo embasamento pelo meio de pesquisas feitas em livros, artigos e site.

Palavras-chave: Planejamento Familiar, Aconselhamento, Laqueadura de trompas.

(Tempo de leitura: 11 - 22 minutos)

Resumo: O presente artigo tem como objetivo principal explanar as atividades socioeducativas desenvolvidas no decorrer do estágio curricular obrigatório do curso de psicologia. No âmbito das politicas públicas de Assistência Social a atuação do psicólogo é muito recente, vivenciamos momentos de adaptação, dificuldades, porém também realizações acerca de projetos que se realizaram. O estágio ocorreu no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), em um munícipio de pequeno porte como uma população de 11.000 habitantes. A experiência do estágio obrigatório proporcionou uma intervenção positiva, possibilitando as famílias acompanhadas uma reflexão sobre convivência, qualidade de vida e a importância de fortalecer o vínculo familiar constantemente. 

Palavras-chave: Psicologia, Politicas Públicas de Assistência Social, Atividades Socioeducativas.

(Tempo de leitura: 13 - 26 minutos)

Resumo: Este estudo teve como objetivo desvelar a percepção de familiares de doadores sobre o processo de doação de órgãos. Propõe conhecer a experiência vivida pelos familiares nesse momento tão desgastante, no que se refere aos quesitos informação sobre o procedimento, aos fatores que favoreceram e dificultaram na decisão e o processo de captação de órgãos. A amostra constituiu-se de duas famílias que concordaram com a doação dos órgãos de seu familiar. Metodologicamente, utilizou como vertente, uma pesquisa qualitativa com análise de conteúdo, tendo como instrumento para coleta de dados uma entrevista com perguntas semi-estruturadas, onde possibilitou a criação de três categorias de análises: O conhecimento sobre Doação e Morte Encefálica; a segunda, A decisão: um gesto que pode transformar a dor da morte em continuidade da vida; e a terceira, A família vivendo a doação: na contramão do egoísmo. O estudo possibilitou a compressão do procedimento de doação de órgãos sob a ótica dos familiares envolvidos nesse processo, onde a situação vivenciada é sofrida, burocrática e demorada, mas não há arrependimento quanto à aceitação. Embora a dor da perda seja inexplicável e sem fim, a atitude de doar é um gesto que pode transformar a dor da morte em continuidade da vida, além de trazer conforto para a família.

Palavras-chave: Doação de Órgãos, Família, Percepção.

(Tempo de leitura: 5 - 9 minutos)

Resumo: O artigo em questão desenvolveu-se a partir da inserção no Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) Doenças Crônicas não Transmissíveis (DCNT), com os objetivos voltados as Doenças Crônicas não Transmissíveis no município de Arapiraca-Al, precisamente na Unidade Básica de Saúde Francisco Pereira (IV Centro). Através de um olhar da Psicologia e do Serviço Social, por meio de seu acumulo de conhecimento e leituras sobre a temática. Trazendo resultados tanto no âmbito acadêmico e profissional, como para os usuários. Assim, o estudo busca o conhecimento da realidade local, para o envolvimento no mesmo, com ações interdisciplinares e uma educação em saúde tanto na prevenção como no controle das DCNT.

 
Palavras-chave: PET-Saúde, DCNT, Educação em Saúde.

(Tempo de leitura: 5 - 10 minutos)

A dependência química, uso abusivo de substancias psicoativas é um fenômeno que está presente em toda história da humanidade nas mais diversas culturas, épocas e contextos. Antigas civilizações já faziam uso de produtos naturais em busca de prazeres efêmeros ou alterações no estado de consciência.

Página 1 de 3

Leia mais com Kindle

Tenha a melhor experiência de leitura com seus livros em um Kindle.

Curso online de

Terapia Cognitivo-Comportamental

 Terapia Cognitivo-Comportamental

Curso 100% online e com certificado de 60 Horas

Boletim por e-mail

Junte-se aos mais de 98.210 leitores que recebem nosso boletim eletrônico:


Parceiros

Portal Psicologia