(Tempo de leitura: 16 - 31 minutos)

Resumo: Na busca de saber a importância do afeto na relação entre aluno-professor, descobriu-se que a afetividade já foi bastante estudada e considerada como  um dos fatores a ser desenvolvido nessa relação, pois é através das interações sociais que se constrói a aprendizagem. O professor pode ter uma postura de facilitador, estimulando o processo de aprendizagem ou bloquear o desenvolvimento desse sujeito em construção. Os sentimentos são um dos elementos que constituem o ser humano, de forma que não podem ser negligenciados e sim desenvolvidos, pois fazem parte de suas habilidades e competências altamente valorizadas na atualidade. Nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) ( Brasil,  1997), consta que uma educação de qualidade deve desenvolver as capacidades interrelacionais, cognitivas, afetivas, éticas e estéticas, visando a construção do cidadão em todos os seus direitos e deveres. Verificou-se a necessidade de desenvolvimento de projetos escolares que contemple o trabalho das emoções.

Palavras-chave: afetividade, aprendizagem, autoestima, relação aluno-professor.

(Tempo de leitura: 8 - 15 minutos)

Resumo: Este relato de experiência foi elaborado tendo como base a experiência de estágio em uma escola privada da cidade de Teresina. A finalidade do trabalho foi proporcionar as crianças à ampliação do repertório referente a habilidades de organização tempo, tornando-as sujeitos mais autônomos, contribuindo para o melhor desenvolvimento das atividades em sala de aula e assim favorecendo o autocontrole e a organização do tempo. Foram desenvolvidas atividades nas turmas de Infantil II (crianças com a média de idade de 5 a 6 anos). As atividades foram realizadas inicialmente em uma sala especialmente preparada para os encontros, pois, em função da quantidade de alunos por sala, mais de 30 alunos, e para que houvesse mais oportunidade de poderem se posicionar, as turmas foram divididas. A leitura e a reflexão de um livro e um momento posterior de relaxamento foram algumas das atividades desenvolvidas, porém, elas não conseguiram atingir os resultados esperados, pois não houve um momento reservado especialmente para que estas orientações fossem dadas as professoras e para que assim houvesse um encadeamento de ações e que nenhuma ação fosse feita isoladamente.

Palavras-chave: Psicologia Escolar, atividades em grupo, organização do tempo.

(Tempo de leitura: 14 - 28 minutos)

1. Introdução

Este trabalho teve como objetivo compreender o processo de ensino-aprendizagem dos deficientes auditivos na escola inclusiva, para isso foi necessário levantar as etapas desse processo, pesquisar os métodos utilizados, identificar as expectativas do deficiente auditivo e por fim observar o papel do tradutor no processo de aprendizagem.

(Tempo de leitura: 12 - 24 minutos)

Resumo: O presente artigo se propõe a  fazer uma análise do filme “A cor do Paraíso” de Majid Majid, tomando como base pressupostos teóricos da Psicologia do Excepcional referentes à concepção de deficiência, especificamente a visual, dinâmica familiar do portador de necessidades especiais e aspectos relacionados à escolarização e profissionalização.

Palavras-chave: Deficiência visual, Dinâmica familiar, Educação.

(Tempo de leitura: 37 - 73 minutos)

Resumo: Decorrente da reflexão e indagação sobre as mazelas históricas que assolam as escolas publicas brasileiras e considerando o papel de mediação do professor entre o conhecimento historicamente produzido e o aluno, o presente trabalho teve por objetivo investigar as concepções de professores em relação ao fracasso escolar. Para a realização de tal pesquisa foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com 06 professores do ensino fundamental de uma escola situada em uma cidade de médio porte do estado do Paraná cujos dados do IDEB (Índice de desenvolvimento da educação básica) apontavam dificuldades sobre a escolarização. O conteúdo das entrevistas foi analisado mediante o método de análise de conteúdo proposto por Campos (2004), e concomitantemente observado sobre a luz da teoria das representações sociais, respeitando por fim a rede complexa que constitui o fracasso escolar. Os resultados apontam um discurso contraditório por parte dos professores, visto atribuírem como principais elementos constituintes do fracasso escolar a família e o aluno, e ao que consiste o sucesso escolar apontarem o método pedagógico, ou seja, o próprio professor como gestor do processo. Por fim constatou-se durante análise forte sentimento de desamparo do professores para o enfrentamento do fracasso escolar, desamparo este que perpassa as facetas do desamparo teórico, relacional e do próprio sistema de ensino.

Palavras-chave: Fracasso escolar, Professores, Psicologia Escolar.

(Tempo de leitura: 10 - 19 minutos)

Resumo: A Educação Infantil é muito importante para o desenvolvimento global da criança e, os aspectos que envolvem a Psicomotricidade favorecem o processo ensino-aprendizagem já que compreendem a educação como algo mais amplo do que a simples transmissão de conhecimentos. Sendo assim, através deste artigo fazer algumas considerações sobre a importância da Psicomotricidade na Educação Infantil, visando o equilíbrio e o desenvolvimento motor e intelectual da criança; sendo realizado através de procedimentos metodológicos da pesquisa bibliográfica e exploratória. Finalizando percebeu-se a importância da Psicomotricidade para a educação infantil como instrumento do fortalecimento da criança enquanto sujeito, e servindo como ferramenta para todas as áreas de estudo voltadas para a organização afetiva, motora, social e intelectual do aluno. Pois ela contribui para o processo educativo, no intuito de desenvolver nos alunos um desenvolvimento psicomotor satisfatório e, ao mesmo tempo, contribuir para uma evolução psicossocial e o sucesso escolar da mesma. Sendo importante o educador ter conhecimentos sobreacontribuição da psicomotricidade para o crescimento infantil.

(Tempo de leitura: 10 - 19 minutos)

Resumo: O homem está contínuo e constantemente em contato com uma vasta gama de estímulos que o cerca, advindos tanto do seu meio ambiente externo, como de seu meio interno, ou seja, o organismo. Um mecanismo auxiliar de consciência realiza o processo de seleção desses estímulos permitindo ao organismo humano empreender e manter programas de ação sobre o meio, esse processo depende de uma função psicológica superior, é a atenção. Para o empreendimento do estudo deste mecanismo complexo da atividade humana fez-se necessário a realização de estudo teórico profícuo sobre o tema. Assim objetiva-se realizar uma análise dos fatores constituintes de atenção destacando as crianças, principalmente pré-escolares, a partir de diversas teorias disponíveis, realizando conexões da atenção com as demais funções psíquicas superiores, com questões educacionais e a aprendizagem.

Palavras-chave: estímulos, atenção, aprendizagem.

(Tempo de leitura: 22 - 44 minutos)

Resumo: O artigo aborta a temática do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH no contexto escolar. Considerado o transtorno de desenvolvimento infantil mais diagnosticado na contemporaneidade. Visto que existem profissionais da área da educação e os próprios pais de crianças portadoras do transtorno que desconhecem o seu real significado, dificultando assim no convívio escolar e familiar desta criança. Para que não haja distorção, acreditando que toda criança “agitada”, “desorganizada” e “inquieta” também tenham o transtorno, é importante que os profissionais da área da educação tenham conhecimento acerca do tema, ajudando assim essas crianças no processo ensino-aprendizagem. Este estudo trouxe como objetivo verificar o grau de informação dos professores das escolas públicas e privadas do ensino fundamental I sobre o TDAH. A metodologia usada foi baseada em pesquisa qualitativa. Participaram 12 professores (6 professores de escola pública e 6 de escola particular). A coleta de dados constituiu numa entrevista semiestruturada com 5 questões gravadas com consentimento dos entrevistados, dividida em dois momentos: a primeira composta por itens relativos a dados sócio-demográficos e a segunda verificando as informações do conteúdo qualitativo. Os professores demonstraram uma carência de informações a respeito do transtorno, em especial os atuantes das escolas públicas e particular (verde), devido à falta de subsídios da própria instituição, em contrapartida a escola particular (amarela) disponibiliza um acompanhamento contínuo com a família, professores e todos os envolvidos no crescimento educacional da criança com TDA/H, o que fica evidente ser a única escola entrevistada com método de ensino favorável ao portador do transtorno. Conclui-se assim que é necessário proporcionar ao ambiente escolar mais conhecimentos sobre o TDA/H, oferecendo palestras, cursos, reuniões pedagógicas com o grupo escolar visando qualificar o quadro docente da instituição.

Palavras-chave: Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), Professores do ensino fundamental,  Psicologia escolar.

Leia mais com Kindle

Tenha a melhor experiência de leitura com seus livros em um Kindle.

Curso online de

Psicologia da Educação

 Psicologia da Educação

Curso 100% online e com certificado de 60 Horas

Boletim por e-mail

Junte-se aos mais de 98.210 leitores que recebem nosso boletim eletrônico:


Parceiros

Portal Psicologia