Motivação no Trabalho

3 1 1 1 1 1 Avaliações 3.00 (2 Avaliações)
(Tempo de leitura: 2 - 4 minutos)

Resumo: Este artigo tem como objetivo ressaltar questões motivacionais no âmbito de trabalho. Para que um trabalho seja bem desenvolvido é preciso que muitas questões burocráticas sejam analisadas, porém é muito importante que o funcionário seja motivado, para que assim seu trabalho possa ser melhor desempenhado, visando lucratividade para a empresa e para ele.

Palavras-chave: ambiente de trabalho, motivação, papel do psicólogo organizacional.

Oliveira (2008) aborda em seu artigo que a motivação ocorre de dentro pra fora, ou seja, o indivíduo é motivado a fazer determinado trabalho de acordo com aquilo que ele deseja alcançar, aquilo que seja motivacional para ele, como por exemplo, subir de cargo dentro da empresa.

A autora relata que todas as teorias de motivação tem como finalidade o resultado da interação entre o indivíduo e a situação, dessa maneira podemos entender que a motivação varia de pessoa para pessoa e de momento em que estas estão vivendo. Oliveira (2008) relata que nossa vida é parecida com um espiral e que vivemos altos e baixos, por isso que cada momento da nossa vida terá uma motivação em especial.

Nakamura e cols. (2005), se refere ao fato de que o homem sempre precisa completar algo que lhe falta e assim cita a Teoria da Pirâmide de Maslow, que aborda a Hierarquia das Necessidades. De acordo com esses autores, a pirâmide de Maslow envolve os seguintes aspectos: a- fisiológica, que são a necessidade de sobrevivência, alimentação, vestuário; b- de segurança, proteção, estabilidade de emprego; c- social, de aceitação, amizade, sentimento de pertencer; d- estima, auto confiança, auto realização, criatividade, auto desenvolvimento flutuante e complexo.

Assim, podemos entender que o homem está sempre buscando maneiras para completar sua pirâmide, afinal todos querem ter auto realização na vida, além das outras questões que são citadas na teoria de Maslow.

No âmbito de trabalho, não é diferente. O homem sempre tentará desenvolver o seu serviço da melhor maneira possível, para que assim possa ser reconhecido e alcance o cargo pretendido dentro da empresa.

Sem dúvida existem lugares que são estressantes para trabalhar, isto devido à estrutura da localidade, das condições ambientais, entre outros fatores. Porém estas contingências não podem ser motivos para o indivíduo deixar de desempenhar seu papel na empresa. O homem precisa usar de artimanhas para transformar o ambiente de trabalho e isso só ocorrerá se ele tiver algum motivo para mudar as coisas ao seu redor.

Para que essa mudança ocorra é necessário ter uma pessoa que se importe verdadeiramente com a empresa e que esteja motivada a transformar o ambiente de trabalho.

Quando uma pessoa se propõe a fazer mudança, as demais se mobilizam em prol desta, para que assim, o trabalho de todos possa ser melhorado e que também haja maior lucratividade na empresa.

Porém, é necessário que a empresa abra esse espaço para o funcionário e acredite na mudança, pois se ela o barrar, este irá se desmotivar e irá desempenhar seu papel relaxadamente e sem dedicação ao seu trabalho.

Considerações Finais

Podemos concluir que o funcionário motivado causa grandes e profundas mudanças na empresa em que trabalha, pois este irá propor estratégias para melhorar o ambiente de trabalho e, assim, propiciará um ambiente que permita aos outros funcionários a continuar a efetivar o trabalho com dedicação e motivação.

Quando há mudanças desse nível numa empresa, além do funcionário atingir o nível mais alto da pirâmide de Maslow, que é a auto realização, tanto ele como a empresa estarão satisfeitos com os resultados e com o aumento da demanda e da lucratividade.

Assim, podemos encerrar dizendo que para haver mudança, precisa haver um agente de mudança, uma pessoa que não está satisfeita com a situação e que está motivada a mudar as coisas ao seu redor, lembrando que esta não estará apenas visando lucro apenas para a empresa, mas também para os demais funcionários e para si.

Referências:

NAKAMURA, C. C., FORTUNATO, J. C., ROSA, L. M., MARÇAL, R., PEREIRA, T. A. A., BARBOSA, D. F. Motivação no trabalho. Maringá Management: Revista de Ciências Empresariais, v.2, n.1, p. 20- 25, jan./jun., 2005.

OLIVEIRA, R. P. S. A motivação dentro das organizações. Disponível em site: http://www.umtoquedemotivacao.com/motivacao/a-motivacao-dentro-das-organizacoes/ Acesso em 31/10/2011.

Informar um Erro Assinar o Psicologado