Psicologia Organizacional

Psicologia Organizacional
4.5555555555556           Avaliação 4.56 (9 Avaliações)
(Tempo de leitura: 2 - 3 minutos)

A Psicologia Organizacional é a área da Psicologia que se dedica a entender os fenômenos do comportamento humano que acontecem dentro do ambiente de trabalho, atuando mais especificamente sobre os problemas organizacionais ligados à gestão de recursos humanos, tentando alinhar os interesses da empresa e as necessidades dos trabalhadores,  buscando compreender a maneira como os colaboradores da organização atuam em ambientes coletivos e o modo como as consequências de suas atitudes influenciam o grupo.

O surgimento da psicologia organizacional e do trabalho está atrelado à crescente industrialização, especialmente no final do século XIX e início do século XX, mesmo período em que houve a ascensão da psicologia como campo geral de estudo e aplicação, disputando um espaço na Ciência.

Para contextualizar historicamente o desenvolvimento da psicologia organizacional é importante relatar que o período responsável pelo crescente da industrialização, ou revolução industrial, esteve situado entre as Grandes Guerras Mundiais. Deste modo, uma das grandes necessidades deste período era a de seleção de pessoas por habilidades, seja de funcionários para empresas ou de militares para o exército. Esta busca por selecionar os candidatos mais qualificados para ocupação dos cargos mostra a preocupação com o desempenho no trabalho e com a eficiência organizacional e foram os norteadores iniciais das atividades dos psicólogos na área industrial/organizacional.

Toledo (1986) considera a Psicologia Organizacional como o estudo do fator humano na organização. Este estudo abrange a atração, retenção, treinamento e motivação dos recursos humanos na empresa, assim como a criação de condições organizacionais de trabalho que auxiliem na criação de clima propício para que funcionários possam atingir suas metas de trabalho e desenvolvimento profissional. A psicologia organizacional em seu contexto mais amplo, coloca ênfase nos aspectos grupais e organizacionais do trabalho.

A compreensão do contexto cultural, cultura organizacional, é extremamente importante para a atuação do psicólogo. A Psicologia Organizacional, segundo Spector, refere-se ao desenvolvimento e a aplicação de princípios científicos no ambiente de trabalho, preocupando-se em compreender o comportamento individual e aumentar o bem-estar dos funcionários no ambiente de trabalho.

A Psicologia Organizacional não se restringe a gestão de pessoas, também dá atenção a saúde do trabalhador e da organização. O psicólogo nesse contexto será majoritariamente uma ponte de comunicação entre os interesses de “patrões e empregados”. A saúde e boas condições de trabalho proporcionadas ao colaborador possibilitará melhor desempenho e maior satisfação do organismo empresarial e da sociedade.

O psicólogo organizacional pode atuar em organizações de trabalho, nos processos mentais do trabalhador, seleção dos candidatos e gestão de pessoas. melhorando o trabalho e a vida dos funcionários da organização de forma a buscar proporcionar bem-estar no ambiente de trabalho. Vale salientar que não é atividade do Psicólogo organizacional ofertar atendimento clínico com os colaboradores, embora o acolhimento possa vir a ser realizado.

Dentre as principais atividades do psicólogo organizacional podemos citar:

  • Recrutamento e seleção de novos funcionários;
  • Analise de cargos e salários;
  • Aplicação de testes psicológicos;
  • Pesquisa sobre os sentimentos e emoções dos funcionários;
  • Organização do treinamento de habilidades dos profissionais;
  • Promoção de um clima organizacional mais eficaz;
  • Resolução de situações de conflitos entre funcionários;
  • Projetar sistema de avaliação de desempenho;
  • Avaliar a eficácia de práticas específica;
  • Promoção da qualidade de vida no trabalho (QVT);

veja mais em: Introdução à atuação em Psicologia Organizacional e do Trabalho

veja também: História da Psicologia Organizacional

veja mais em: O Surgimento da Psicologia Industrial

Informar um Erro Publique Seu Artigo