(Tempo de leitura: 6 - 11 minutos)

1. Introdução

No desenvolvimento da criança os pais têm uma função de espelho, na qual os filhos imitam sua fala, seus gestos e comportamentos e é por isso que é tão importante a presença dos pais no ambiente escolar para o desenvolvimento comportamental e educacional da criança. Mas, em muitos casos, a realidade é contraditória a esta recomendação. Há um desajuste conjugal, onde os pais se separam e os filhos, muitas vezes, passam por algum problema devido à falta de aceitação, mudança de casa, de rotina ou disputa de cuidados e carinhos por parte de algum dos membros do casal.

(Tempo de leitura: 50 - 99 minutos)

Resumo: O presente trabalho teve como finalidade captar a importância da participação dos pais, em ambiente escolar, e procurar entender como esta concorre para a formação social da criança, que repercute em seu desenvolvimento, dentro do meio escolar. A metodologia de pesquisa elencada foi a de cunho bibliográfico, envolvendo a análise documental de diversos autores, dentro do campo da Psicologia, Filosofia, Psicanálise e Pedagogia. Também, foram pesquisados os conceitos históricos de educação, cultura e escola, sendo abordadas suas origens até as tradições atuais elencadas com a nossa sociedade. Objetivou-se, dentro do âmbito da pesquisa, mostrar a importância da escola e da família, em um cenário sócio-educacional, que fomenta o desenvolvimento e a formação social da criança, tendo sido mencionadas possíveis pontes de comunicação, entre estas esferas de convivência e subjetivação, que podem ser estabelecidas entre a escola e os pais. A família é o primeiro sistema em que o ser humano se insere, na sociedade, por meio do qual começa a estabelecer seu vínculo com o mundo. Esta possibilidade mostrou-se viável do ponto de vista da participação familiar e contexto escolar. Por sua vez, o papel da escola encontra-se alicerçado nas questões relacionais, na habilidade de lidar com o novo. Por isso, compete à escola tornar o indivíduo um cidadão capaz de exercer a sua cidadania, bem como reconhecer suas heranças socioculturais.

Palavras-chave: Educação, Família, Participação, Socialização.

(Tempo de leitura: 12 - 24 minutos)

Resumo: O apoio familiar ofertado na forma de amor, afeição, cuidado e suporte social faz a pessoa idosa acreditar que é amada e estimada, e esta atitude pode causar efeitos positivos em sua saúde. A pesquisa tem como objetivo analisar a importância do apoio familiar para o bem-estar da pessoa idosa, visando verificar a função do mesmo na vida da pessoa idosa, bem como esclarecer a importância dos vínculos familiares para esta fase da vida. A qualidade das relações sociais e familiares é um fator fundamental para garantir a saúde e o bem-estar da pessoa idosa. Trata-se de uma pesquisa descritiva de revisão de literatura, cujos dados foram coletados em fontes primárias e secundárias. Verificou-se que a função da família é oferecer proteção, afeto, intimidade e identidade social à pessoa idosa, e que o vínculo familiar tem consequências positivas na saúde, causando o bem-estar que se relaciona diretamente com a longevidade. Concluiu-se que o apoio familiar revela-se como um fator diferencial para quem vivencia a terceira idade, transmitindo à pessoa idosa segurança, amor e estima que se refletem no seu bem-estar. 

Palavras-chave: família, terceira idade, longevidade.

(Tempo de leitura: 24 - 48 minutos)

Resumo: Esta pesquisa investiga a elaboração da resiliência dos idosos como força interna e bem-estar psicológico, naqueles que ainda vivenciam uma realidade significativa em seus contextos diários, bem como a contribuição da Psicologia para compreensão do comportamento, estilo e qualidade de vida da terceira idade, no processo de envelhecimento. Os últimos estudos, pesquisas, observações científicas e estatísticas demonstram que a população idosa cresce a cada dia. Objetivou-se, contudo apreender percepções, opiniões e sentimentos vivenciais de outrora como elementos de elaboração de força positiva interna frente a estressores, adversidades e mudanças, que de forma intensiva acontecem na idade idosa. A metodologia utilizada foi qualitativa, pois permitiu abordar dimensões da subjetividade dos sujeitos, que frequentam a Associação da Melhor Idade – AMI, do município de Ocara, analisados pela técnica de análise de conteúdo. Os resultados mostraram que o idoso elabora sua força positiva interna de acordo com o vivenciado ao longo da vida e a expõe conforme condições de saúde, interações sociais, convivência com familiares, entre outros. Concluiu-se que a resiliência psicológica dos idosos que participaram da pesquisa é melhor observada se a estes for oferecido ambiente, atividade e interação social adequada as suas limitações físicas e sociais e que a forma como cada idoso elabora sua resiliência, varia de indivíduo para indivíduo.

Palavras-chave: Idosos, Psicologia, Resiliência, Força positiva interna.      

(Tempo de leitura: 14 - 28 minutos)

Resumo: O presente artigo apresenta uma revisão bibliográfica sobre conceitos gerais de Autismo e Síndrome de Asperger. Tem como objetivo apresentar de forma clara e sucinta definições sobre a temática, elencar as principais características de indivíduos com o transtorno, assim como verificar suas interações sociais, principalmente nos âmbitos familiar e escolar. A educação inclusiva para estes indivíduos também é verificada neste material.

Palavras-chave: Autismo. Síndrome de Asperger, Interações sociais, Educação inclusiva.

Página 1 de 11

Leia mais com Kindle

Tenha a melhor experiência de leitura com seus livros em um Kindle.

Curso online de

Neuropsicologia

 Neuropsicologia

Curso 100% online e com certificado de 80 Horas

Boletim por e-mail

Junte-se aos mais de 98.210 leitores que recebem nosso boletim eletrônico:


Parceiros

Portal Psicologia