(Tempo de leitura: 12 - 23 minutos)

Resumo: Esta pesquisa foi realizada com objetivo de determinar a prevalência de síndromes depressivas entre os idosos que participam do Projeto Conviver de Laguna Carapã-MS. Para obtenção desses dados utilizou-se o Inventário de Depressão da Escala Beck – BDI, no qual 14 idosos foram avaliados. A prevalência da depressão nesta população foi de 21%, sendo 67% depressão leve e 33% moderado. Os sintomas mais presentes foram dificuldades de trabalhar, perda da libido, fatigabilidade e preocupações somáticas. Esse estudo pode contribuir para os profissionais da área da saúde no planejamento de políticas em relação à promoção, prevenção e intervenção nesta condição, com melhora na qualidade de vida.

Palavras-chave: Depressão. Envelhecimento. Vida social.

(Tempo de leitura: 21 - 42 minutos)

Resumo: Este artigo retrata o fenômeno do envelhecimento e da subjetividade da pessoa idosa, dando ênfase ao idoso como protagonista de um envelhecimento saudável, a partir de uma análise bibliográfica do processo de envelhecimento e de sua importância durante as distintas fases da vida. Também buscou-se destacar indagações pertinentes a sua historicidade nas condições de prolongamento da longevidade, com a intencionalidade de tornar mais evidente a discussão da finitude da vida, tanto numa perspectiva teórica e ética, como numa perspectiva política e subjetiva diante da dependência e da morte.

Palavras-chave: Envelhecimento. Subjetividade. Morte.

(Tempo de leitura: 11 - 21 minutos)

Resumo: O presente artigo trata de um tema em bastante evidencia: o uso de drogas por adolescentes. Essa questão traz bastante preocupação não somente para os pais e familiares, mas também para toda a sociedade, pois o envolvimento de jovens cada vez mais cedo com drogas produz um efeito cascata que acaba por afetar diretamente a todos. Afinal o jovem deixa a escola, comprometendo o seu futuro, passa a ser agressivo com os familiares, começa a roubar em casa para sustentar o vício, passa a praticar assaltos que podem resultar em latrocínio e, algumas vezes, são presos ou mortos pelos próprios traficantes, ou morrem de overdose. O álcool, uma droga lícita, também é responsável por grandes tragédias envolvendo adolescentes. As drogas lícitas ou ilícitas não trazem qualquer beneficio aos jovens, portanto, faz-se necessário que a sociedade em geral, incluindo familiares e amigos se unam com o objetivo de conscientizar esses jovens das consequências que as drogas trazem para suas vidas.

Palavras-chave: Adolescentes. Drogas. Tragédias. Sociedade.

(Tempo de leitura: 12 - 24 minutos)

Resumo: A presente pesquisa trata das repercussões das redes sociais na vivencia do casal na terceira idade, bem como na interpretação e entendimento destas repercussões sob a luz da terapia familiar sistêmica. Foi realizada entrevista semi estruturada com dez casais heterossexuais da terceira idade. As redes sociais contribuem para o desenvolvimento do relacionamento do casal na terceira idade e melhora sua qualidade de vida como casal e individualmente. Algumas conclusões apresentadas indicam que as redes sociais têm um efeito na saúde, no sentido de que as pessoas, nas sociedades modernas, esperam a reciprocidade, e, quando isto não é possível, principalmente na fase do envelhecimento, as pessoas sentem-se dependentes, e isso pode afetar a saúde de diferentes maneiras. Os idosos que tem uma participação ativa nas redes sociais acabam construindo uma vida mais saudável e mais humana em relação ao cônjuge e individualmente, além de não terem problemas para lidarem com o processo de envelhecimento.

Palavras-chave: Redes Sociais, Qualidade de Vida, casal,  Terceira Idade.

(Tempo de leitura: 6 - 11 minutos)

Resumo: Entre os fatores que desencadeiam o uso de drogas pelos adolescentes, os mais importantes são as emoções e os sentimentos associados a intenso sofrimento psíquico, como depressão, culpa, ansiedade exagerada e baixa autoestima. A família deve conhecer os amigos que o jovem costuma sair, e esclarecer o mal que a droga pode lhe proporcionar, dando o exemplo de não fumar e beber na frente deste jovem, que imediatamente é estimulado a novas sensações e é nesta fase que o indivíduo busca estar em pequenos grupos de amigos, compartilhando de novas experiências, se a família não prevenir o jovem e se ausentar no seu processo de desenvolvimento, este tem maior propensão de fazer usos indevidos de drogas. 

Palavras-chave: Adolescente, Drogas, família, prevenção.

(Tempo de leitura: 18 - 36 minutos)

Resumo: Este trabalho tem como objetivo realizar uma revisão da literatura sobre comportamento agressivo da criança na escola e sua relação com a violência doméstica. Através da revisão de onze artigos, sendo dois internacionais e obras busco fazer o entendimento desta relação retomando estudos já realizados de diferentes autores. Inicialmente buscou-se a conceitualização de agressividade e de violência doméstica. Foi feito um relato sobre as origens da agressividade na infância, os efeitos das interações familiares agressivas, da punição física e de um padrão parental negligente sobre o desenvolvimento e posteriormente passamos a revisão dos estudos. Identificou-se que o comportamento agressivo da criança é na sua maioria resultado da violência doméstica, tanto na escola como em qualquer outro lugar. O artigo aponta para a necessidade de pesquisas que procurem desenvolver programas de preparação para educadores no manejo com crianças que apresentam comportamento agressivo na escola, uma vez que esta seria o local que a criança teria como amparo.

Palavras-Chave: Comportamento Agressivo de Crianças, Violência Doméstica, Educadores.

(Tempo de leitura: 22 - 44 minutos)

Resumo: Elementos da cultura local específicos de pessoas em fase do desenvolvimento peculiar como a adolescência, aliados aos conhecimentos científicos da psicologia e a elementos do universo de costumes populares, como textos Bíblicos, podem servir aos propósitos de programas para proteção quanto a riscos sociais.  Neste sentido foi realizada pesquisa a respeito da relevância de um programa de intervenção durante cinco encontros em atividades de skate com grupos de adolescentes. Foram utilizados inventários para avaliação da intervenção em pré e pós testes referentes ao comportamento moral e comportamentos desviantes. Estes encontros foram conduzidos de forma reflexiva com a temática das habilidades sociais e comportamento moral. Os resultados demonstraram estabilidade quanto aos estilos de relação parental, tendo em vista que não houve intervenção com os pais dos adolescentes, porém, apontaram variações positivas quanto aos comportamentos desviantes e indicaram que maior número de encontros poderia promover melhores índices em pós teste.

(Tempo de leitura: 30 - 59 minutos)

Resumo: Este estudo refere-se ao trabalho de conclusão de curso cuja pesquisa qualitativa e bibliográfica teve como objetivo estudar o ciúme enquanto constitutivo do sujeito, dentro de uma visão psicanalítica, em que se recorreu a livros científicos de autores, como Freud (1922), Winnicott (1983), Melaine Klein (1960), Lachaud (2001), Botura(2003) que discorreram a  respeito do assunto. Inicialmente, discutiu-se a importância da vida afetiva. Para tanto, foi visto o conceito e origem do ciúme normal, e do ciúme patológico, refletindo suas repercussões nas relações amorosas; em especial, discutiu-se sobre as formas devastadoras do ciúme patológico. A esse respeito, pode-se dizer que o ciúme origina-se nas relações primárias, tanto o normal, quanto o patológico, e que o mais severo é o ciúme patológico, cujas principais causas advêm de problemas emocionais, muitas vezes gerados na infância. Por fim, discutiu-se o ciúme enquanto sintoma, nas relações familiares, até as relações amorosas, e suas formas de intervenções. Contudo, é preciso conhecer mediante estudos e pesquisas o ciúme, onde se contextualiza a questão, tomando a psicanálise como possibilidade de compreensão das diferentes formas que o mesmo se apresenta ao longo do ciclo vital. Para que se possa compreender tal sentimento e suas implicações na vida afetiva, é necessário ficar atento sobre o ponto de vista das intervenções clínicas, a fim de entender o sujeito que sofre os efeitos negativos do ciúme. Constata-se então a necessidade de novas investigações sobre o ciúme, considerando, a importância de que desde a infância esse afeto seja direcionado como fundamental na constituição subjetiva da criança.

Palavras-chave: ciúme infantil, ciúme patológico, subjetividade.

Curso online de

Psicomotricidade e Desenvolvimento Humano

 Psicomotricidade e Desenvolvimento Humano

Aprofunde seus conhecimentos e melhore seu currículo

Carga horária:  80 Horas

Recém Revisados